ABRIL 2012

 

 

Pierre-Henry Conche Namur / Bélgica

 

Em sua opinião, qual é a causa raiz do mal estar moral que o homem moderno conhece hoje?

 

Cada pessoa é vítima do que vê como conhecimento correto. Consequentemente a humanidade tem uma carência de compreensão de seu verdadeiro caráter e da maneira como se relaciona com a sua natureza original. Devido a sua ignorância ela identifica-se com seu conhecimento limitado e confunde-se com seu ego. Isso provoca toda uma reação em cadeia de valores de vida falsos que ela vê como o único correto.

 


 

Izabella Szymborska Gdansk / Polônia

 

O Yin e o Yang consistem em duas porções separadas. Isso se aplica para o dualismo ou para a unidade do mundo?

 

O símbolo Yin e Yang mostra as duas principais forças do universo: o escuro e o claro, o negativo e o positivo, o masculino e o feminino, estas contradições mantêm-se sempre em equlíbrio. O ponto preto na parte branca e o ponto branco na parte preta mostram que não há um único ser vivente que não tenha a semente de seu oposto dentro de si. Não há nenhum todo masculino sem elementos femininos e não há todo feminino sem características masculinas. Se esse for o caso, não haveria nenhuma interação possível e ambas as dualidades seriam travadas para sempre. É precisamente esta interação que sabe como trazer todas as formas de dualismo para uma união mais estrita.

 


 

Mwai Odinga – Nairóbi / Quênia

 

Você acha que em alguns casos uma guerra poderia ser uma solução justificada dentro de nosso mundo civilizado?

 

Eu reprovo qualquer forma de violência e acho que ela pode ser evitada em todas as situações imagináveis. A guerra significa a depravação total da humanidade e em nenhum caso pode ser considerada civilizada. Civilização significa respeito aos outros, tanto a nível pessoal quanto no campo da expressão. De que tipo de civilização estamos falando se os padrões básicas de auto-controle e tolerância não são exigidos?

 


 

Harald Jensen – Copenhague / Dinamarca

 

A cultura universal do amanhã parece mais como o modelo ocidental ou oriental?

 

O que um ocidental pode aprender do conhecimento oriental e um oriental do conhecimento ocidental é o que o núcleo do fenômeno da espiritualidade é e como pode encontrar seu lugar como realidade universal dentro de um modelo cultural universal.