FEVEREIRO 2013

 

 

Ghazal Shahrestaani – Tabriz/Irã


Qual você acha que é a maior virtude de todas?

 

Eu diria gratidão. Gratidão é uma plenitude de coração que nos tira de nossos medos e limitações. Nos torna conscientes do amor que carregamos dentro de nós. Quando somos capazes de sentir apreciação real e honesta, nossa atenção é guiada para o momento presente, e é lá que os milagres podem acontecer. Quanto mais profunda nossa apreciação, mais nós percebemos do nível da nossa alma, e mais as nossas vidas fluem em harmonia com um grande poder de criação do universo.

 


 

Sandro Karalis – Thessaloniki/Grécia


O que significa estar “acordado”?

 

Acordado é um estado inesgotável de energia mental e espiritual. O termo “acordado” é interpretado como um fim de todo uma separação ou divisão dentro de nós. Isto se refere a um estado integral de percepção, o qual é completo e livre de qualquer dualidade. Quando vivenciamos esta realização final, percebemos menos e menos separação entre o mundo e o Absoluto. Apenas resta um único estado criativo initerrupto do qual nós somos profundamente conscientes que o univerno esta constantemente nos mandando sinais, bem como eventos sincronizados, que nos leva a vivenciar, por completo, nosso maior objetivo na vida.

 


 

Herman Ross – Amersfoort/ Holanda


Tempo, não é apenas uma ilusão?

 

Tempo não existe. Nós o construimos, nós vamos através dele, nós somos seus prisioneiros. O tempo existe apenas através da indentificação que damos a ele, que nós mesmos temos criado em nossas mentes. Esta indentificação é o produto das nossas memórias, de nossos pensamentos acumulados, e como nós percebemos como passado. Este passado define nossos medos e esperanças, e consequentemente, nossa visão do futuro. Quando nossa atenção esta totalmente e intensivamente no presente, nos sentimos a realidade da nossa alma, uma realidade que so pode ser sentida com o coração, e nunca entendida pela mente. Uma realidade que é atemporal.

 


 

Anthony Lenz – Los Angeles/ Califórnia


Como começamos nossa jornada espiritual?

 

O desejo de transformação é o ponto de partida de todas as realizações espirituais. Este profundo desejo dá origem a novas intenções, e estas intenções carregam consigo vontade, aspirações e uma visão muito maior da vida. Tudo em que focamos, foritica-se em nossas vidas, enquanto o que prestamos pouca ou nenhuma atenção, desintegra em nossas consciências. Se nossas intenções são focadas em uma existência material, então é isso que iremos desenvolver. Se, no entanto, nós temos o profundo desejo de convergir com nossas almas, nós saimos de uma percepção fragmentada das coisas para uma muito maior percepção do Absoluto.