JUNHO 2012

 

 

Ron Daniels Utrecht / Países Baixos

 

É realmente possível alcançar um estado da paz interior?

 

A paz interior não é algo que se possa procurar, nem é um fim em si mesmo, é uma consequência. Ela aparece naturalmente quando começamos a ganhar conhecimento sobre todo o processo de nossa personalidade, nossas contradições, nossas necessidades e nossas ambições destrutivas. Quem quiser alcançar a paz interior de uma forma direta, ignorará essas etapas. Apenas o autoconhecimento pode nos dar paz interior.

 


 

Philip Cross – Seattle / Washington

 

Qual é a sua opinião sobre a crise? E que você vê como uma possível solução?

 

As crises pertencem a todas as idades. O ser humano está constantemente em crise; com ele e ao seu redor. Para entender melhor as causas destas crises, temos que olhar para além do aspecto político ou econômico. O que importa é que a injustiça que está sobre as pessoas, e algumas vezes sobre nações inteiras, é tolerada e explicada e é, às vezes, até mesmo considerada necessária. Hoje, em uma escala maior do que antes, o homem é considerado menos importante do que os objetivos serem alcançados. Se quisermos realmente encontrar uma solução, teremos de rever as metas e os sistemas injustos que lhes dão suporte. Isto terá que vir de nós, de cada um de nós. Nenhuma autoridade fará isso por nós. A tarefa de uma autoridade é precisamente assegurar-se de que os sistemas, que fornecem seu poder, sejam mantidos.

 


 

Alena Slezackova – Praga / República Checa

 

Qual é o melhor método para ganhar inspiração espiritual?

 

Para aumentar a nossa receptividade para inspirações espirituais, temos de assegurar que nossos espíritos aprendam a perceber o nosso espírito de forma espontânea. Para conseguirmos isso, temos que aprender a mover-nos para uma observação imediata e incondicional. Nosso intelecto, frequentemente, limita-nos, porque ele só usa dados conhecidos. Uma inspiração espiritual, no entanto, não está apenas ligada com a mente, mas encontra sua fonte em uma inteligência superior.

 


 

Bertrand Lahutte – Bordeaux / França

 

Em todos os lugares no mundo, vemos que as pessoas muitas vezes exibem comportamento de massa. Por que elas não tentam libertar-se? O que os impede de pensar individualmente? E o qual é a sua definição pessoal de liberdade?

 

Pessoas são ensinadas desde a infância a comportar-se como é considerado adequado dentro do sistema social e cultural em que eles crescem. Eles são, por assim dizer, recolocados juntos em bandos e conduzidos em determinadas direções pelas autoridades a quem eles concederam o poder. Assim cada grupo desenvolve determinados hábitos, padrões e deveres protocolares. Não pode haver nenhuma questão sobre a liberdade aqui. A liberdade nunca é algo fora do habitual, da obrigação ou do protocolo. A liberdade encontra sua fonte na alegria, na criatividade e na descoberta de nossas singularidades.