NOVEMBRO 2013

 

 

Hans Van Melle - Hasselt / Bélgica


Como que uma pessoa que pode alcançar altos níveis de consciência, pode, em outros momentos, se perder em desejos básicos? Isto pode ser evitado, se sim, como?

 

Nossas mentes operam em vários níveis; níveis que são a consequência de nossos laços emocionais e da maneira como nos acostumamos em controlar nossas necessidades e sentimentos. Quanto mais nossa atenção esteja focada na totalidade da nossa essência espiritual, mais a mente segue o senso mais profundo que podemos dar vida. É através do nosso desejo espiritual que novos habitats são formados e substituem os desejos mais inferiores e básicos.

 


 

Fukuda Mahal - Sapporo / Japão


O que acreditamos como Verdade, isso não acabará por determinar a própria realidade?

 

As crenças alteram nossa percepção da realidade, e de nenhuma maneira formam a própria realidade. A realidade não precisa ser moldada ou acreditada para ser o que ela realmente é. Há apenas uma verdade absoluta, e esta verdade é nova a todo momento; e então está perpetuamente em movimento. Nossas crenças são rígidas e muito limitadas nas que estão perpetuamente em movimento. Uma crença não é nada mais que um conjunto de teorias. A hipótese que estas teorias são verdades, apenas limita nossa visão da realidade e não tem nenhuma influência na realidade real. Cada hipótese está condenada a ser destruída um dia, sabendo disto, que a destruição tem um fator mais alto de realidade do que aquele que foi destruído.

 


 

Adriano Rojas - Cali / Colômbia


Parece que vivemos em um mundo em que aqueles que não seguem nenhuma lei ou regra são mais bem sucedidos. E nós vemos isso virtualmente em todas as áreas.

 

Existe uma lei que substitui todas as outras leis, a lei da liberdade. Isto é verdade para a natureza e não é diferente em relações humanas. A liberdade da mente é mais poderosa que qualquer protocolo ou acordos que a humanidade pode compreender. Uma mente livre ou aberta, não permite a si mesma ser guiada por dizeres dos outros, nem por o que é exigido por aqueles que são autoridades. Uma mente livre não se submete a nenhuma imposição religiosa, nem permite a si mesma ser limitada por seus argumentos e julgamentos, nem mesmo o senso que dá de respeito e moralidade. Mas, no entanto permanece receptiva a novas ideias que podem surgir de todas estas coisas. Isto é como uma mente livre segue o caminho para sua libertação.