OUTUBRO 2010

 

 

Carla Balaita – Bacau / Romênia


Podemos experimentar relações apaixonadas sem demonstrar um comportamento egoísta?


No início de uma história de amor apaixonada os parceiros vivenciam a necessidade de união. Eles acentuam seus charmes; tentam obter o controle emocional sobre o outro e desta maneira pretendem vencer o medo de não serem aceitos. Mas, assim que esta necessidade de união é satisfeita, uma nova necessidade aparece; a necessidade de se libertarem e tornarem-se autônomos novamente. Desta forma o egoísmo pode surgir no relacionamento. Neste caso os parceiros devem tentar criar um equilíbrio no qual tanto a necessidade de gratificação quanto a necessidade de autonomia sejam satisfeitas. Assim, eles podem evitar conflitos e garantir a ausência de emoções negativas possam se desenvolver, tais como inveja, medo e raiva. Quando há uma vontade de um equilíbrio entre essas duas necessidades, os parceiros acentuam a sua intimidade e contribuição pessoal e não tentam mudar o outro para satisfazer suas expectativas pessoais Eles entendem que não é outro, mas a própria relação que pode contribuir para a satisfação das necessidades de ambos os parceiros.

 


 

Yolande Hoelscher – Huntington Beach / Califórnia


Estou preocupada sobre o aumento da violência entre os jovens. Qual a sua opinião sobre isto e que soluções você propõe?


Não estou certo de que a violência entre os jovens está crescendo. Ela toma novas formas e isto é lamentável. Mas, em minha opinião esta violência sempre existiu. Em muitos casos a causa encontra-se na impotência de se projetarem no futuro. Hoje em dia muitos jovens têm dificuldades em ver que eles são capazes de mudar o futuro. É necessário ajudar estes futuros adultos com isto. É nosso dever proporcionar-lhes os recursos para criarem novos valores, de modo que eles sejam mais capazes de lidar com a cultura econômica e social contemporânea. A partir do momento que uma pessoa, independente da idade, esteja ciente das possibilidades que tem para influenciar o futuro, descanso e tranqüilidade aparecerá em seu presente.

 


 

Dora Evagelinaki – Vólos / Grécia


Você tem algum conselho para aqueles que estão fazendo um esforço para aproximar as pessoas de diferentes culturas?


As relações interculturais em geral e o compromisso em promover o diálogo intercultural em particular, são atividades que sempre achei interessantes. Pela minha experiência, posso dizer que é muito importante sempre usar de comunicação pacífica sempre. Com isto quero dizer que tenho o desejo de comunicar diretamente através das diferenças e rivalidades, com o objetivo de construir relações nas quais as proporções de poder não sejam dominantes. Usar comunicação pacífica significa: envolver uma troca com base em diálogos de som e inteligência e não em guerras verbais ou confrontações nas quais o objetivo é mostrar que “eu” estou certo(a). A comunicação pacífica é realmente recomendada para todos aqueles que estão pensando em uma maneira diferente de comunicação para serem capazes de obter o melhor para si próprios e para os outros.

 


 

Snežana Grujić – Belgrado / Sérvia


Você escreve principalmente para si próprio ou mais com o objetivo de comunicar-se?


Eu acho que você nunca escreve para si mesmo. Naturalmente você faz isto por si mesmo, mas também para aqueles a quem nos dirigimos e para aqueles que gostam de ler nossos escritos. Em minha opinião, o gênero de filosofia ficcional não pode satisfazer sem possuir a intenção de investigar o sentido de certos pensamentos. Quando eu me expresso através da filosofia ficcional, eu me dirijo a cada leitor individual separadamente com pensamentos que possuem o objetivo de criar uma comunidade com base no desejo por sabedoria e abertura, em que o futuro deverá se tornar.

 


 

Gili Anna – Tel Aviv / Israel


Qual sua opinião sobre telepatia? É um mito ou uma realidade?


Cada um de nós tem um número natural de capacidades para usar a energia e a matéria do universo. Muito embora estas capacidades sejam ligeiramente desenvolvidas pela maioria das pessoas, elas ainda existem em estado latente. Elas se aplicam em vários domínios, mas principalmente no domínio da capacidade de pensar. A capacidade que temos de comunicar diretamente, a telepatia, é uma de nossas capacidades latentes que ainda necessita ser desenvolvida. Além disso, a transmissão telepática é algo que partilhamos com os animais. Os animais também possuem a capacidade para o contato telepático em um nível instintivo e emocional. Nós, as pessoas, somos capazes de elevar esta capacidade para a sensibilização, a nível mental, capacitando-nos potencialmente a configurar uma comunicação direta de uma pessoa que pensa para a outra.

 


 

Antara Karvade – Madhya Pradesh / Índia


Você vê a pobreza no mundo como uma responsabilidade coletiva?


Quer você queira ou não, todos nós estamos envolvidos no que acontece no mundo. Qualquer que seja nosso padrão de vida, todos nós vemos um grande número de pessoas que tem um padrão de vida que ultrapassa qualquer proporção. Como se a pobreza não existisse. Entretanto, o fato de que a maioria dos habitantes deste planeta vivem na pobreza e que milhões estão sofrendo de fome, isto é nossa responsabilidade. Talvez seja necessário prestar atenção às causas reais para este desequilíbrio, a tomar consciência da grande necessidade de tomar ações que possam ser um encorajamento para uma melhor distribuição de riqueza entre as pessoas. Cada consciência individual pode, por si só, tornar-se um incentivo para outros seguirem o bom exemplo e, desta forma, contribuir para uma visão coletiva, capaz de mudar o mundo inteiro.

 


 

Nizar Al Merrouni – Tânger / Marrocos


Quais os elementos que nos capacitam a reconhecer a evolução pessoal? E como podemos acelerar nossa própria evolução pessoal?


Deixe-me primeiro mencionar que quando eu falo sobre evolução pessoal, eu me refiro à evolução da consciência de um indivíduo. Reconhecemos esta evolução quando uma pessoa demonstra características altruísticas; quando suas ações não são predominantemente dirigidas por desejos egocêntricos e quando uma paixão profunda é mostrada para iniciar processos para melhorar a situação da humanidade. Esta pessoa tenta dar mais importância às pessoas em volta dela do que a si mesma. Com relação ao que pode acelerar nossa evolução pessoal: Recomendo atenção e generosidade. Para desenvolver atenção ao que é real e para realizar atividades voluntárias que são pilares importantes em uma evolução pessoal.