SETEMBRO 2013

 

 

Diego Frederico - Bruxelas / Bélgica


A autorrealização é um processo no qual conceitos espirituais são gradualmente entendidos, ou é um despertar espontâneo?

 

Nenhum conceito, seja ele espiritual ou não, pode nos revelar imediatamente quem realmente somos. Conceitos são ideias e pensamentos que vêm a nós por um momento e se vão em seguida. Eles duram apenas por um certo tempo e então não são verdades absolutas. Isto dito, quando um conceito realmente está abundante com verdades absolutas, algo permanece, nos permitindo perceber a verdade absoluta revelada acerca disto; levando a um momento de despertar que se mostra espontaneamente, claro que, como qualquer evento espontâneo, depois de ter um longo período de amadurecimento.

 


 

Andrew Findley - Calgary / Canadá


Como devemos lidar com a morte?

 

A única forma de lidar com a morte é aceitando-a.  Porque, como humanos, nós temos dificuldade em aceitar a perda e a separação, nossos pensamentos e sentimentos  se recusam a entender o fluxo natural da vida. Esta recusa cria resistência, a qual é acompanhada por dor e sofrimento. Nós podemos amenizar esta dor e sofrimento e até evita-lo, se reconhecermos que não somos nossos corpos, nem nada mais com o que nos identificamos.

 


 

Darko Matevsky - Skopje / Macedônia


Se tudo que existe tem uma razão, qual foi a primeira razão de tudo? O que causou a vida no universo?

 

Nada que está na existência, nem até onde interessa, qualquer evento tem uma razão distinta. Aqueles que pesquisam profundamente sobre este assunto, chegam a entender que todo o universo contribui para tudo da existência, também como tudo que o que acontece. Em consequência, nada acontece ou pode acontecer sem que todo o universo permita isto. Tudo acontece dentre uma ordem universal em qual cada evento tem seu próprio futuro.

 


 

Gabrielé Lotts - Vilnius / Lituânia


Como podemos alcançar o estado do Amor?

 

O amor não é um estado que precisamos alcançar. Nós simplesmente temos que nos tornar conscientes que não somos nada além de amor. Quando entendemos que o amor apenas é realidade, naturalmente nós nos desligamos do irreal, permitindo a nossa verdadeira essência de se manifestar.